09
out

Eles nos fazem acreditar: estamos no caminho certo

Luiza, Sara e Paolo. 14, 16 e 17 anos respectivamente. Apesar da pouca idade e das diferenças entre cada um deles, os três compartilham um amor em comum: a leitura. Romances, livros de ficção científica, livros teóricos, clássicos da literatura nacional e internacional, além do apreço por livros que narram a história de outras povos e culturas.

A Luiza Brasileiro, que está no 9º do Ensino Fundamental, fez recentemente a análise do livro Escrava Isaura, escrito em 1875 por Bernardo Guimarães. Mais do que ler por ler, ela foi a responsável por fazer a associação do livro com a atualidade. “Relacionei com a objetificação da mulher e com a escravidão contemporânea, que ainda existe e é um problema social a ser enfrentado”, destaca.

Já a Sara Gasparini, que está no 2º ano do Ensino Médio, fez a análise do livro Casa Entre Vértebras, escrito em 2007 por Wesley Peres. Ao se reunir com o grupo para discutir o conteúdo do livro, percebeu que todos já haviam sentido, em algum momento, os sentimentos retratados pelo escritor.

“Quando você lê um livro como esse, associamos com a individualidade, com o egoísmo, com a depressão, que é considerada o mal do século, e várias questões psíquicas contemporâneas. Percebemos que não estamos sozinhos. Várias pessoas têm o sentimento parecido com os nossos, em algum momento”, explica Sara.

O Paolo Gripp, que está no 3º ano do Ensino Médio, lembra-se de uma frase que leu na Coleção Crônicas de Gelo e Fogo, de George R. R. Martin. “Um dos personagens, o Tyrion, diz que uma pessoa que nunca lê, vive apenas uma vida; enquanto uma pessoa que lê sempre, vive mil vidas. Acredito que já vivi várias. Mas quero viver ainda mais vidas por meio dos livros”, destaca.

Estudantes da Escola São Domingos desde o Ensino Infantil, eles nos fazem acreditar que estamos no caminho certo. É o amor pela leitura que eles (e nós) levamos para toda a vida.

 


voltar