Notícias

27
jul

Programa High School: uma experiência única e transformadora!

 

Conseguir um certificado americano de Ensino Médio sem sair do Brasil é uma ideia que vem atraindo um número crescente de famílias. E essa grande oportunidade já é oferecida aos alunos da Escola São Domingos.

Desde o início de 2020, a ESD disponibiliza o High School da Texas Tech University, o programa de dupla diplomação do Ensino Médio, que, por meio da Texas Tech University Independent School District (TTUISD), possibilita que os alunos, a partir do 9º ano, cursem de forma simultânea os currículos brasileiro e americano sem a necessidade de sair do Brasil.

Para a supervisora de Inglês e do High School da ESD, Larissa Gaspar Carneiro, essa é uma chance única! Além da dupla diplomação que abre portas, o aluno amplia os seus conhecimentos e tem habilidades de oratória e escrita muito desenvolvidas: ele sai com a capacidade de expressar ideias, debater e escrever em inglês.

Outra vantagem para o estudante que conquista, ao mesmo tempo, o diploma brasileiro do Ensino Médio e o High School americano é a maior possibilidade de entrar em uma universidade nos Estados Unidos. E, mesmo que não queira cursar uma universidade fora do país, ter uma diplomação americana é um grande diferencial que o destaca da maioria, facilitando a sua entrada no mercado de trabalho dentro e fora do Brasil.

“Quando penso na minha trajetória como aluna na ESD, lembro como eu queria ter participado de um programa como esse. É um curso muito sério e reconhecido”, afirmou Larissa.

 

-Disciplinas bem selecionadas

A supervisora listou os três principais diferenciais do High School: o primeiro é a relevância das disciplinas estudadas, todas muito bem selecionadas pela Texas Tech University. “A grade curricular é elaborada de forma que os alunos desenvolvam habilidades que são relevantes para a sua vida. Eles têm, por exemplo, o Public Speaking, em que aprimoram a oratória e aprendem como elaborar um discurso”, explicou.

 

-Habilidades comportamentais

Outro pilar do High School, segundo Larissa, é o desenvolvimento das chamadas “soft skills”, as habilidades comportamentais que os alunos adquirem durante o programa.

“Mesmo com apenas seis meses de aulas, já é possível perceber o desenvolvimento e amadurecimento da turma. O High School abre a mente dos alunos. Eles começam a ter contato com uma carga horária maior que a de seus colegas e percebem como toda dedicação, disciplina e esforço geram um senso de satisfação e conquista. Os alunos entendem que estão fazendo escolhas no curto prazo que vão trazer muitas consequências positivas no longo prazo”, avaliou Larissa.

Nesse sentido, a supervisora destacou o retorno positivo que tem recebido das famílias dos estudantes que participam do programa. “Os pais veem a evolução dos filhos e ressaltam como eles estão mais firmes e seguros. Todos têm afirmado que foi uma decisão muito acertada ter matriculado os filhos no High School, o que nos estimula a continuar aprimorando cada vez mais o projeto”.

 

-Imersão na língua inglesa

O terceiro diferencial destacado por Larissa é o aprofundamento na língua inglesa.

“A ESD já tem um programa focado na habilidade de comunicação em inglês dos alunos. Mas, sem dúvida, os alunos do High School têm um contato muito maior com o idioma. Eles aumentam em oito horas semanais a carga horária e a comunicação é feita totalmente em inglês. O idioma é aprimorado a cada semestre e eles terminam o programa com um nível de fluência muito grande. Vale ressaltar que todos os nossos alunos tiveram um desempenho muito bom nas provas de admissão, sendo reconhecidos pela Texas Tech com boas notas”, acrescentou a supervisora.

 

-Maior perspectiva acadêmica e profissional

De acordo com o professor americano Ralph Gutstein, coordenador assistente atualmente responsável pelas aulas de inglês do High School da Texas Tech University, o desenho pedagógico do programa possibilita que os participantes ampliem as suas perspectivas acadêmicas e profissionais, pois são ensinadas disciplinas escolhidas diretamente do currículo do Ensino Médio americano da TTU.

“Essas disciplinas permitirão que os alunos atuem positivamente em qualquer futura escolha acadêmica ou profissional, seja dentro ou fora do Brasil. Em seus futuros empreendimentos, eles poderão dominar quaisquer tarefas realizadas em inglês envolvendo seminários, reuniões, conferências e negociações, bem como programas acadêmicos de graduação e pós-graduação. Além disso, poderão se qualificar melhor para oportunidades profissionais em empresas multinacionais no Brasil ou no exterior”, afirmou o professor.

 

-Como funciona o High School

Com três anos de duração, o programa funciona da seguinte forma: o High School da Texas Tech oferece as disciplinas que estão no currículo americano e que não fazem parte do conteúdo acadêmico do Brasil, como Literatura Americana, Economia, História dos EUA, Comunicação, Governo Americano e Escrita Criativa.

As disciplinas do currículo brasileiro completam o número de créditos necessários para a graduação oficial do High School que é exigido pelo órgão regulador do Texas, a Texas Education Agency (TEA).

Se você tem interesse em participar do High School, fique atento, pois neste segundo semestre a ESD vai abrir as inscrições para 2021. Aproveite essa experiência incrível!

 

-O que dizem alunos que participam do programa

 

“Vai me ajudar no futuro”

“Participar do High School é uma oportunidade única! Já aprendi muito nesses seis meses de curso. Tenho acesso a informações e conhecimentos que eu não teria se estivesse fazendo apenas as atividades normais da Escola. Algumas coisas que aprendi nem o meu irmão sabia, e ele já está na faculdade.

Estou gostando muito do formato do curso e das disciplinas. Tenho certeza que todo o aprendizado vai me ajudar em experiências no futuro. Como planejo fazer faculdade fora, acredito que o High School vai me abrir muitas portas. É uma rotina bem corrida, exige muita responsabilidade, mas vale muito a pena!”

Victoria Coradini Mariano Ferreira, 9º ano C, 14 anos

 

“Experiência desafiadora”

“Decidi fazer o High School para praticar o meu inglês e aprender novas culturas. A experiência tem sido bem interessante e desafiadora. Para dar conta de tudo, organizo horários de estudos, faço resumo das aulas e não deixo atrasar nada. Agora, durante a quarentena, assisto às videoaulas e monto mapas mentais.

O curso é puxado, mas vale a pena! Aprimoramos a nossa capacidade de falar em público, de escrever textos e conversar integralmente em inglês. Além disso, estudamos obras na língua inglesa. É uma experiência bem diferente.”

Ana Letícia Mendes Cole Del Queiroz, 1ª série C, 15 anos

 

“Recomendo para todos!”

“Meus pais sugeriram que eu participasse do High School. Conversamos sobre o assunto e entendi que seria importante para a minha formação. É um programa que irá me ajudar a melhorar o inglês e que abrirá portas no futuro.

Tem sido uma experiência muito boa! Já notei uma grande evolução no meu inglês, principalmente na escrita. Apesar de cansativo, sei que só sairei ganhando com essa vivência.

O formato on-line do programa está ótimo! Conseguimos manter a rotina de estudos, mesmo neste momento de isolamento. As aulas seguiram em um ritmo intenso e o professor Ralph nos dá toda orientação e apoio necessários.

É preciso ter muita disciplina e organização para conciliar o High School com as atividades da ESD, mas vale o esforço. Recomendo para todos!”

Francisco Caetano Lima, 9° ano C, 15 anos