07
dez

Polícia Civil orienta alunos sobre crimes cibernéticos

 

 

 

Especialista compartilhou informações privilegiadas sobre os cuidados que devem ser tomados em ambiente virtual.

por Thiago Basílio

Em tempos pandêmicos, o número de denúncias de crimes cibernéticos registrou um importante crescimento. Em 2020, por exemplo, foram 156.692 casos em todo o país.

Parte desses registros tem o envolvimento de crianças e adolescentes. Diante dessa realidade, a Escola São Domingos, em parceria com a Polícia Civil do Estado do Espírito Santo, realizou uma série de palestras para os estudantes dos 6º e 7º anos tematizando o assunto.

Quem compartilhou os conhecimentos com os alunos foi o Eduardo Pinheiro, especialista em crimes Cibernéticos. Ele surpreendeu trazendo informações e legislações que muitos nem imaginavam da existência, como é o caso das limitações legais com relação a filmagens de pessoas, ambientes e situações, que podem ser proibidas.

 

Distantes de problemas

O objetivo dessa abordagem é levar uma compreensão à comunidade sobre os riscos que podem estar correndo enquanto utilizam as redes sociais, jogos on-line e a web de forma geral. Compreendendo os problemas e entendendo os adolescentes serão capazes de refletir e agir de forma segura nesses ambientes virtuais.

“Foi um bate-papo muito interativo sobre os crimes cibernéticos, sobre o cyberbullying, sobre os riscos e as armadilhas da internet. A partir de hoje, os alunos já conseguirão identificar um comportamento criminoso, um comportamento problemático”, destacou o especialista.

 

Leia também: “Vencemos o Sergipe por 2 a 0 e garantimos a medalha de bronze”

 

O papel da família

Vale lembrar que, para além da escola, essa é uma discussão que deve ser cotidiano familiar. Os pais precisam conversar com os filhos e se inteirarem sempre dos conteúdos acessados pelas crianças e adolescentes, na tentativa de evitar situações de golpes, crimes e assédios.

Por esse motivo, a Escola São Domingos entende que o melhor caminho para evitar “ciladas” na internet é a prevenção. Com uma consciência coletiva e a parceria constante entre família e escola, podemos construir um ambiente virtual mais seguro e colaborativo para todos.

 

Confira mais fotos:


voltar