09
abr

Aluna da ESD tira nota 1.000 na redação do Enem

A nossa aluna Ludmila Coelho Mendonça, de 18 anos, nem acreditou quando conferiu os resultados do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e viu a nota que havia tirado na redação: 1.000! Ela conseguiu a façanha de estar no seleto grupo de 28 estudantes do país que alcançaram a nota máxima na prova.

“Eu fiquei chocada! Quando vi a nota, falei com a minha mãe e liguei para a professora Waldívia ainda meio em estado de choque”, contou Ludmila.

Professora de Produção de Texto do 9º ano do Ensino Fundamental e da 1ª e 3ª séries do Ensino Médio, Waldívia Costa Ceccon não ficou tão surpresa com a notícia da estudante.

“Dei aula para a Ludmila desde que ela estava no 7º ano do Ensino Fundamental. Sabia que ela se sairia muito bem, pois ela sempre foi muito estudiosa, atenciosa e dedicada. Ludmila sempre buscou outras fontes de informação, além das que eram passadas em sala de aula. Ela gosta muito de literatura, sabe se posicionar e elaborar estratégias argumentativas, tanto orais como escritas, e tudo isso contribuiu para o seu excelente desempenho”, afirmou Waldívia.

Segundo a professora, os alunos da ESD se preparam para fazer o Enem desde o 6º ano do Ensino Fundamental.

“Os professores de todas as disciplinas trabalham questões dissertativas e argumentativas, que são a essência do texto do Enem. Cada um, dentro do contexto da sua matéria, elabora questões para que o aluno argumente a respeito de um tema e proponha soluções. Nas aulas de produção de texto, sempre estimulamos, além da escrita, a oralidade e o posicionamento argumentativo e enfatizamos todas as questões que envolvem essa produção, como coesão, coerência, ortografia, obediência às normas gramaticais, progressão textual. E, a partir do terceiro trimestre do 9º ano, é que focamos mesmo na redação do Enem, com textos dissertativos e argumentativos”, explicou Waldívia.

Para ter um desempenho de excelência na redação, não há fórmula secreta. É preciso dedicação e preparo!

“O aluno deve estar atualizado e ler muito, para adquirir repertório. Não adianta focar apenas nos textos literários, ele deve ler jornais e outros conteúdos, ficar atento às notícias da atualidade e pensar criticamente sobre tudo o que acontece no mundo, questionar por que determinada situação acontece, quais são as causas desse problema, quais as consequências, o que pode ser feito para melhorar. E, para escrever bem, precisa treinar as técnicas que são aprendidas em sala de aula. Para aqueles que já estão na 3ª série do Ensino Médio, o ideal é fazer pelo menos uma redação por semana”, orientou a professora.

Nesta entrevista, Ludmila também deu algumas dicas para quem deseja fazer uma boa redação e contou como se preparou para o Enem. Confira!

 

Parabéns para a nossa aluna nota 1.000!

 

-Como você recebeu a notícia de que havia tirado a nota máxima na redação do Enem?

Eu fiquei chocada, nunca pensei que isso poderia acontecer! Quando vi a nota, falei com a minha mãe e liguei para a professora Waldívia ainda meio em estado de choque (risos).

 

-Como você se preparou para o Enem?

Eu me preparei de várias formas durante o ano, pois a situação causada pela pandemia exigiu adaptações constantes. De forma geral, eu assistia às aulas pela manhã, depois estudava sozinha, seguindo o roteiro que os professores passavam, e, no final de semana, fazia a redação. Mais para o final do ano, eu passava a semana inteira fazendo provas, corrigindo os meus erros e revisando os conteúdos.

 

-Qual a importância da ESD para você?

Estudei sete anos na ESD. Sou muito grata à Escola pela formação que ultrapassa o currículo. Aprendi a importância de cultivar relações e de ter um ensino contextualizado, o que contribuiu com o meu crescimento pessoal.

 

-Que recado você dá para os alunos que também querem se sair bem na redação e nas outras provas do Enem?

Eu diria para escutar e confiar nos professores, buscar sempre mais informações sobre a prova que você quer fazer e prezar pela saúde mental. Não tem como fazer uma boa prova se você não está bem psicologicamente.


voltar

VENHA NOS CONHECER