09
jul

“Cada atividade é pensada com muito carinho”

A professora Herta Carolina Nicolini Pinto Sperandio, assim como os outros docentes que integram a nossa equipe, tem se esforçado ao máximo para preparar atividades atrativas e transmitir o conteúdo necessário aos alunos neste período. Apesar dos desafios para elaborar as videoaulas, ela afirmou que a experiência está sendo muito positiva e que, após a quarentena, vai utilizar os recursos tecnológicos que aprendeu para enriquecer as aulas presenciais.

“Cada aula on-line e cada atividade é pensada com muito carinho para vocês, nada é feito ‘por acaso’, tudo que planejamos é pensando em levar um pouco de conhecimento para nossos alunos neste momento tão difícil e desafiador”, afirmou Carol, que dá aula de Língua Portuguesa para as turmas do 6º ano (vespertino) e de Produção de Texto para as turmas do 7º ano (vespertino) e para a 2ª série do Ensino Médio. Confira o bate-papo!

-A nova rotina de trabalho tem sido um desafio para todos os professores. Como está sendo a experiência para você?

As aulas virtuais são realmente muito desafiadoras. A experiência está sendo muito positiva, pois estou aprendendo a mexer em vários recursos que poderei utilizar nos próximos anos (após a quarentena) para enriquecer as aulas presenciais. Há, porém, o outro lado, existem muitas dificuldades envolvidas nas aulas on-line, como o desafio em “prender” a atenção do aluno por 50 minutos, até porque não podemos nos esquecer dos conteúdos, que devem ser passados, para evitar perdas pedagógicas maiores. Então, tornar a aula prazerosa para o aluno e conseguir passar o conhecimento por meio de uma tela de computador é, sem dúvida, o maior desafio e também a minha maior dificuldade.

-Como você planeja e cria as videoaulas?

As videoaulas são criadas pensando, principalmente, em fazer o conhecimento chegar até os alunos. Comecei com vídeos bem mais longos, de quase 40 minutos, e agora consigo fazer vídeos mais curtos e objetivos. Também tento descontrair durante as videoaulas, mas confesso que não é fácil para nós, professores, assumir esse papel de “professor youtuber”. Conto com a ajuda da Escola, dos meus colegas professores e de alguns programas de edição de vídeo.

-Os alunos têm interagido bem durante as aulas on-line?

Nas primeiras aulas remotas, os alunos ficavam mais tímidos, porém, hoje em dia, eles participam bastante, gostam de responder às perguntas, pedem para ler os textos dos exercícios, enfim, as aulas estão sendo muito prazerosas.

-Ao pensar na antiga rotina de trabalho que você tinha, quando ia à Escola, do que você sente mais falta?

Sem dúvida, a maior saudade é a interação com os alunos, é a troca de olhares, a troca de sorrisos, a conversa no corredor nas trocas de turma e nas idas para o recreio, são os alunos pedindo algum conselho sobre situações da vida deles, enfim, o contato humano é o que sinto mais falta.

-Deixe a sua mensagem para os alunos e suas famílias.

Quero dizer para os alunos e para as famílias que cada videoaula, cada aula on-line e cada atividade é pensada com muito carinho para vocês, nada é feito “por acaso”, tudo que planejamos é pensando em levar um pouco de conhecimento para nossos alunos neste momento tão difícil e desafiador. E mesmo sabendo que não somos perfeitos, quero que saibam que estamos dando o nosso máximo para fazer o melhor que acreditamos. Obrigada pela parceria. Contem sempre conosco. Beijo grande!


voltar